Os trabalhos são realizados com imagens de pinturas que são cobertas com páginas de livro de história da arte que tiveram seus textos recortados, gerando, assim, uma outra imagem que acontece entre os espaços vazados das páginas. O trabalho ganha uma dimensão política ao ser realizado na América do Sul, ao estabelecer uma relação entre a ausência de textos da história da arte com a visão parcial das imagens das pinturas, tendo como elemento poético o contexto histórico de um continente que recebeu uma referência de arte contada.

Vista da exposição: "O que não se pode dizer". Galeria Andrea Rehder. 2017. São Paulo-SP.

  • Facebook Classic
  • Instagram Social Icon