Desenhos em livros

Os trabalhos são realizados em páginas de livros antigos, cujos textos originais das páginas foram retirados através de raspagem, cortes ou pequenas ranhuras, deixando apenas as ilustrações. Posteriormente, foram realizados os desenhos com materiais diversos, como grafite, nanquim, tinta acrílica e caneta esferográfica.

 

Os desenhos são realizados de forma a criar um diálogo com as ilustrações restantes, formando blocos de manchas, blocos de escrita e blocos com figuras. Os blocos de escrita são realizados com o que chamo de “gesto de escrita automática”, que são gestos que remetem ao ato de escrever, porém não são realizados signos que possam ser lidos, criando, assim, um manual impraticável.

 

As páginas de livro são usadas pela relação poética que se estabelece com o trabalho. Nesse caso, o suporte entra como signo constituinte do trabalho, estabelecendo uma relação poética entre o antigo livro e a página envelhecida, com a intervenção do artista, possibilitando um jogo entre memória e ausência, instruções e impossibilidade de leitura.

Os desenhos acontecem nesse jogo entre um gesto de escrita e um manual que não pode ser mais alcançado. As páginas se tornam um palimpsesto inútil, porém que emana possibilidades.

  • Facebook Classic
  • Instagram Social Icon