Diagrama para Devaneio

Os trabalhos são feitos com páginas de jornais recortados. Ao recortar todos os blocos de informações, resta as “grids” de paginação, que também são chamadas de “diagramas”. Aproprio-me desse termo “diagrama” pela sua possibilidade de sentido em relação ao material usado para realizar os trabalhos. Diagrama, no design gráfico, é a estrutura de linhas que orientam a formatação da página. Fora dessa área, um “diagrama” é uma representação visual estruturada e simplificada de um determinado conceito ou ideia.

 

Entendo que o termo “diagrama”, em paralelo ao material usado na confecção dos trabalhos, forma um campo de significação, um campo delimitado, de blocos, em uma disposição organizada de vazados, preenchidos por linhas, horizontais e verticais, que se misturam e se sobrepõem, formando uma “grid” expandida e orgânica. Esses blocos, que anteriormente eram espaços delimitados de atuação de textos ou imagens dentro de um jornal, tornam-se campos de possibilidades. Apesar do caráter geométrico do trabalho, são apresentados conjuntos de proporções de espaços vazados assimétricos, dispostos de forma intuitiva no espaço.

Vista da exposição: "O que não se pode dizer". Galeria Andrea Rehder. 2017. São Paulo-SP.

  • Facebook Classic
  • Instagram Social Icon